Product Backlog, o que é isso?

Olá!

É uma lista de requisitos de um determinado produto, segundo o framework Scrum

Vamos olhar o que diz o Scrum Guide (Guia Oficial do Scrum)


Definição de backlog

“O Backlog do Produto é uma lista ordenada de tudo que é conhecido ser necessário no produto. É a única origem dos requisitos para qualquer mudança a ser feita no produto. O Product Owner é responsável pelo Backlog do Produto, incluindo seu conteúdo, disponibilidade e ordenação.”

Fonte: Scrum Guide 2017

Pelo texto acima(Definição de backlog), algumas coisas não fariam o menor sentido:

  1. Lista não esta ordenada
  2. Mais de uma origem dos requisitos
  3. Não existir Product Owner
  4. Product Owner não promovendo a visibilidade

 


Backlog nunca esta completo

“Um Backlog do Produto nunca está completo. Os primeiros desenvolvimentos estabelecem os requisitos inicialmente conhecidos e melhor entendidos. O Backlog do Produto evolui tanto quanto o produto e o ambiente no qual ele será utilizado evoluem. O Backlog do Produto é dinâmico; mudando constantemente para identificar o que o produto necessita para ser mais apropriado, competitivo e útil. Se um produto existe, seu Backlog do Produto também existe.”

Fonte: Scrum Guide 2017

Pelo texto acima(Backlog nunca esta completo), algumas coisas não fariam o menor sentido:

  1. Montar o backlog inteiro
  2. Congelar as mudanças – para prevenir alterações no escopo
  3. Capturar todos os requisitos para fechar o backlog
  4. Produto sem backlog

 


Conteúdo do backlog

“O Backlog do Produto lista todas as características, funções, requisitos, melhorias e correções que formam as mudanças que devem ser feitas no produto nas futuras versões. Os itens do Backlog do Produto possuem os atributos de descrição, ordem, estimativa e valor. Os itens do Backlog geralmente incluem descrições de testes que comprovarão sua completude quando “Prontos”.”

Fonte: Scrum Guide 2017

Pelo texto acima(Conteúdo do backlog), algumas coisas não fariam o menor sentido:

  1. Congelar as mudanças – para prevenir alterações no escopo
  2. Evitar as correções ou melhorias

 


A importância do feedback

“Enquanto um produto é usado e ganha valor, e o mercado fornece feedback, o Backlog do Produto torna-se uma lista maior e mais completa. Requisitos nunca param de mudar, então o Backlog do Produto é um artefato vivo. Mudanças nos requisitos de negócio, condições de mercado ou tecnologia podem causar mudanças no Backlog do Produto.”

Fonte: Scrum Guide 2017

Pelo texto acima(A importância do feedback), algumas coisas não fariam o menor sentido:

  1. Postergar o uso do produto
  2. Não realizar ciclos de feedbacks
  3. Congelar requisitos
  4. Ignorar as novas condições do mercado (competidores, legislação, etc)

Resumo da ópera: O Backlog é dinâmico, gerido pelo Product Owner, e sprint a sprint o feedback é fundamental, pois gera aprendizado e oportunidade de melhoria.

Ninguém disse que é fácil aplicar!

Na dúvida, leia o Scrum Guide e discuta com seu Scrum Team.


pb

 

 

Série The Crown da Netflix e a “incompatibilidade” com o Agile/Scrum Guide

Mais uma excelente produção da Netflix. Assista.
A série narra o início do reinado da rainha Elizabeth II, os fatos políticos/econômicos, conflitos familiares e outros. Tudo numa belíssima produção!
Seria vossa Majestade uma crítica do Scrum Guide? Uma GP clássica? rs..rs
O Scrum Guide, fala sobre os pilares do Scrum:
– Transparência
– Inspeção
– Adaptação
Estes seriam também os pilares da monarquia britânica, mostrados na série da Netflix? Nãooooooooo.
Logo nos primeiros episódios, vemos a falta de transparência entre todos. Um ponto marcante sobre isso, é a doença do rei George. Zero Transparência.
E a inspeção?
Se a transparência foi pro brejo(caçar sapos!), imagine a inspeção!
No modelo de monarquia(da série), poucos podem inspecionar, e se encontrar desvios, será necessário ver o que convém mostrar, para não afrontar a coroa… Nossos artefatos precisariam de pequenos ajustes para espelhar a beleza real.
Sobrou a adaptação. Xiii…
Precisamos seguir os costumes. Adaptar, pode ser ofensivo, desfiguraria a monarquia, isto é para os súditos.
Afinal, precisamos fazer de tudo para manter a realeza bem na foto(mesmo que a máquina tenha menos megapixels).
No mundo Agile, estamos focados em qualidade e entregar resultados para impactar os súditos,  os clientes, as pessoas, os reis e todo reino animal.
Sangue azul não combina com Agile.
Desculpa a brincadeira, NetFlix! Sua série é show, e com certeza ajudou  a reforçar(divertidamente) os pilares do Scrum:
– Transparência
– Inspeção
– Adaptação
Vida longa ao Agile!

Crimes contra o Scrum Guide

Olá!

Sim, tem muita afronta a nossa Constituição Federal: Scrum Guide 2016

Veja meu post no blog da Massimus:

Pensando em cometer um crime contra o Scrum Guide? Cuidado! Temos um Juiz implacável: Heitor Roriz.

Massimus, uma empresa credenciada da Scrum Alliance, que através do seu Trainer Heitor Roriz, tem realizado um trabalho de ensinamento muito importante.

 

Leia o Scrum Guide frequentemente

Olá!

Veja este interessante post do pessoal da Adaptworks falando sobre a IMPORTÂNCIA da leitura frequente do Scrum Guide:

http://blog.adaptworks.com.br/2016/07/voce-deve-ler-o-scrum-guide-com-frequencia/

Eu acrescentaria: Ler, reler, discutir, propagar, refletir, aprender e tentar aplicar.

Em minha opinião o Scrum Guide deveria fazer parte da grade curricular do MEC, pois demonstra a importância da colaboração e comunicação intensa no mundo do trabalho.

Sensacional o texto do Anderson da Adaptworks.