Sua majestade: o cliente

Olá!

O texto trata sobre:

  • atendimento
  • feedback
  • proximidade com o cliente
  • personalização na hora de atender
  • trabalho duro para satisfazer o cliente

Veja no blog do Estadão/Empreendedor:

http://blogs.pme.estadao.com.br/blog-do-empreendedor/sua-majestade-o-cliente/

E vamos entender e atender com excelência nossos clientes. Fácil? Não mesmo.

 

As consequências de ter um mau atendimento no seu negócio

Olá

Muita gente trata as funções de atendimento como iniciativas mercadológicas ou ações de relacionamento como se fosse uma atividade departamental – o departamento de atendimento ao cliente. Não faça isto.

Atendimento ao cliente é um conjunto de práticas e não ações de marketing. Atender o cliente é atividade fim de qualquer organização. Afinal sem clientes, não existe negócio e tudo que as empresas fazem é atendê-los para que façam negócios e gerem receitas. Entenda estas práticas como o seu objetivo e o de sua empresa.

Veja no portal Exame:

http://exame.abril.com.br/pme/noticias/as-consequencias-de-ter-um-atendimento-ruim-no-seu-negocio

Muito bom este post.

8 atitudes simples que destroem as vendas sem você perceber

Olá

Saber como vender é fundamental para garantir a sobrevivência do seu negócio. Ao mesmo tempo, vemos atendimentos ruins ao cliente com frequência. Por que essa área ainda é uma grande fonte de erros, sendo tão importante? E como os vendedores não percebem comportamentos que parecem simples, mas que irritam consumidores – da preguiça até a pressa para concluir a compra?

Veja no portal Exame:

http://exame.abril.com.br/pme/noticias/8-atitudes-simples-que-destroem-as-vendas-sem-voce-perceber

E hoje ninguém quer perder vendas, quer?

O cliente e o almoço com costela de boi

Olá

Mesmos nós da área de Tecnologia e gestão somos obrigados a comer. rs..rs.

Recentemente me deparei com uma situação curiosa, que pode acontecer no trato com os clientes.

Num restaurante por kilo, um cliente, montava seu prato(bem cheio), carnes, saladas, massa, frutas e costela de boi.

Aproveitou bem seu prato. E na hora de pagar, pediu desconto no peso, pois ele nao tinha comido o osso da costela. Pasmem.

Em nosso cotidiano, tambem passamos por situações esdrúxulas, onde o jogo de cintura     nos ajuda a enfrentar.

Os clientes são bem exigentes, e muitas vezes no ímpeto de ter razão, acabam querendo o desconto do osso não consumido da costela.

Nos também algumas vezes, falhamos em nao entender nosso customer.

As vezes é melhor lidar com os clientes vegetarianos.

Publicado do WordPress para Android

Reclamações contra operadoras aumentaram 43,5% em 2015

Olá

Em 2015, a Agência Nacional de Telecomunicações registrou 4,09 milhões de reclamações de usuários contra as operadoras de telefonia e TV paga – o que significa um aumento de cerca de 43,5% em relação ao ano anterior. Mas há uma explicação para isso, segundo a Superintendência de Relações com os Consumidores da Agência: ficou mais fácil reclamar. Segundo a agência reguladora, cerca de metade desse aumento decorreu da ampliação dos canais de atendimento e à maior facilidade que o consumidor encontrou para registrar as reclamações.

Veja no portal Idgnow:

http://idgnow.com.br/mobilidade/2016/02/25/reclamacoes-contra-operadoras-aumentaram-43-5-em-2015/

A questão não é a facilidade de acesso para reclamar, a questão central, é a qualidade do serviço prestado. Se um nível mínimo fosse garantido, uso do bom senso e regras claras sobre produtos, haveriam muito menos reclamações.

Como um segmento com uma imensidão de recursos financeiros disponíveis, não consegue isso em qualidade? Como?

Eu só queria uma pizza

Olá

Sábado passado, decidimos, eu e minha mulher, evitar a noite confusa de São Paulo. Não queríamos pensar em um restaurante para ir. Não queríamos chegar lá e encontrar filas. Queríamos ficar em casa, comer uma (boa) pizza e experimentar uma nova cerveja de Barcelona que compramos recentemente. Decisão tomada, peguei o carro e dirigi com ela até uma pequena e simpática pizzaria delivery do bairro.

Veja no portal Estadão:

http://blogs.pme.estadao.com.br/blog-do-empreendedor/eu-so-queria-uma-pizza/

Olhando esta curiosa história, nos vem a cabeça, muitas coisas:

  1. Ser do ramo, faz diferença
  2. Errar no básico, é muito mais comum e fácil do que imaginamos
  3. O cliente sempre nutre grande expectativa durante uma compra

Devemos aprender com isso, e tentar a aplicar em nosso trabalho.

Será que também não estamos colocando alho na pizza de chocolate? Será?

10 erros que fazem seu cliente nunca mais voltar

Olá

São Paulo – Com certeza, você já teve uma experiência desagradável com alguma empresa e pensou: “Nunca mais ponho meus pés aqui”. Mas, e se os clientes do seu negócio estiverem pensando o mesmo?

Muitas vezes o empreendedor não sabe, mas adota atitudes que espantam os consumidores. “Em geral, essas atitudes são fruto do despreparo da equipe”, afirma Enio Klein, professor de vendas da Business School São Paulo (BSP).

Veja no portal Exame:

http://exame.abril.com.br/pme/noticias/10-erros-que-fazem-o-cliente-nunca-mais-voltar

E devemos ficar atentos, pois a chance de errarmos é muito grande.

Comparando salários x atendimentos

Olá

Esta situação ocorre(Novembro/2015) na região do sul de Minas Gerais, mas é reproduzida em vários lugares do Brasil, e quem sabe no mundo.

Situação 1:

Uma empresa X de cursos/treinamento possui atendimento precário, problemas de refrigeração nas salas, material didático incompleto, demora para iniciar as aulas e remuneração baixa.

Situação 2:

Uma empresa Y de cursos/treinamento  possui atendimento excelente,  refrigeração nas salas excelente, material didático completo, inicio imediato das aulas  e remuneração acima da média.

Quem vocês acham que possui melhor atendimento?

Quem possui melhor estrutura ?

Quem oferece um melhor serviço?

Remunerar pessoas adequadamente, interfere diretamente no atendimento. Invista nas pessoas, ofereça boa condição de trabalho, um pacote decente de benefícios e claro remuneração acima da média.

Não basta investir apenas no local físico, equipamentos, publicidade, material didático, etc. Invista nas pessoas, isto mudará positivamente sua marca.

A velha prática de pagar menos porque o mercado esta cheio de pessoas querendo trabalhar, é prova cabal de pouca inteligência. Entendeu ou precisa desenhar?

Netflix é só amor: cliente exalta atendimento da empresa e viraliza na web

Olá

Vamos ser sinceros: ligar para o atendimento de prestadoras de serviços não é exatamente a tarefa mais agradável do mundo.

Veja matéria no portal Tecmundo:

http://www.tecmundo.com.br/netflix/89014-netflix-so-amor-cliente-exalta-atendimento-empresa-viraliza-web.htm

É muito comum vermos por aí, empresas de segmentos variados, investirem fortunas em equipamentos, local, sites, softwares e o atendimento simplesmente desprezível. Por quê não investir também em treinamento, melhor remuneração(sim), benefícios decentes, boas condições de trabalho, etc.

Deve ser algo difícil de entender.