Sociedade digital na Estônia

Olá!

Você já precisou emitir a segunda via de sua identidade?

Quanto tempo demorou este processo?

Qual foi o custo?

Você foi bem atendido?

E se todo este processo pudesse ser realizado através da internet?

Isto esta relacionado com governo eletrônico ou e-gov

Veja a matéria na Época Negócios

Vamos torcer para que o Brasil comece a colocar o cidadão como prioridade,  ofereça serviços de qualidade com custos adequados e tendo como canal a internet. Isto não significa eliminar os canais tradicionais.

Com isto teremos menos burocracia!

 

 

 

Cidade chinesa inicia projeto para que celular sirva de documento de identidade

Olá!

Vai funcionar? Não sabemos. torço para que funcione.

Tem desafios a serem equacionados, sim.

Inovar é isso: Fazer de forma diferente.

http://epocanegocios.globo.com/Mundo/noticia/2017/12/cidade-chinesa-inicia-projeto-para-que-celular-sirva-de-documento-de-identidade.html

Inovar

TSE lança título de eleitor digital que pode substituir documento impresso na votação

Olá!

Uma “digitalização” que aproveita a imensa base de Smartphones do Brasil.

https://g1.globo.com/politica/noticia/tse-lanca-titulo-de-eleitor-digital-que-pode-substituir-documento-impresso-na-votacao.ghtml

É uma pequena ação comparada a gigantesca estrutura governamental que ainda opera sob o modelo do bom e velho impresso. É um começo.

 

 

Pesquisa mostra que 84% da população consideram o Brasil um país burocrático

Olá!

Numero estarrecedor! Será que diante desta constatação vamos apenas ficar parados?

Não seria o caso de no mínimo iniciar um diagnóstico do poderia ser melhorado?

Veja na época negócios:

http://epocanegocios.globo.com/Brasil/noticia/2017/10/pesquisa-mostra-que-84-da-populacao-consideram-o-brasil-um-pais-burocratico.html

Independentemente disso, eu sugiro: Pensamento Lean!

Japão leva 48 horas para tapar buraco de 15 m de profundidade em avenida

Olá!

O que isso nos interessa?

Veja a notícia no portal UOL/Folha:

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2016/11/1832393-japao-leva-48-horas-para-tapar-buraco-de-15-m-de-profundidade-em-avenida.shtml

Queria destacar alguns pontos, sem comparar a realidade do Japão com a nossa:

  • Por quê nossos governantes, não utilizam esta notícia como meta para o futuro?
  • Por quê não utilizar este modelo para analisar nossa triste realidade de serviços públicos?
  • Por quê não aprender com os melhores?
  • Por quê quando ocorre uma situação semelhante, o tempo de resposta é de meses ou anos?
  • Isto tem a ver somente com recursos financeiros ou com boa gestão?

Melhor parar. Parabéns Japão!

 

 

A cidade espanhola que funciona à base do Twitter

Olá!

Veja este belíssimo exemplo(no portal Estadão) de comunicação instantânea e  foco em resolver problemas e não mais burocracia sob o pretexto de “falsos controles” ou para “atender a legislação”:

http://link.estadao.com.br/noticias/cultura-digital,a-cidade-espanhola-que-funciona-a-base-do-twitter,10000066074

Este tipo de iniciativa tem tudo a ver com Agile:

  • Comunicação intensa
  • Foco em resolver problemas
  • Simplicidade
  • Expor problemas (transparência)

Será que existe alguém de qualquer esfera governamental no Brasil, que viu este exemplo? Se viu, o que vai fazer? Continuar pensando com o modelo medieval? Senhores, o foco é resolver os problemas da população, cada milésimo de esforço é precioso.

App de zeladoria urbana ajuda São Bernardo do Campo a reduzir gastos recorrentes

Olá

Muita válida a iniciativa, toda economia para o setor público é bem vinda, ainda mais em tempos de crise.

A tecnologia + mobilidade + participação popular pode propiciar muitos benefícios para o poder público.

Veja mais no portal Mobiletime:

http://www.mobiletime.com.br/23/05/2016/app-de-zeladoria-urbana-ajuda-sao-bernardo-do-campo-a-reduzir-gastos-recorrentes/440202/news.aspx

Vamos torcer para que outros entes públicos tenham tal sabedoria.

SP faz convênio com startups para melhorar serviços públicos

Olá

Esta iniciativa é muito válida, além de simples.

Até porque no Brasil como um todo, temos serviços de péssima qualidade, com servidores extremamente grosseiros, avessos ao diálogo e com um mínimo de bom senso.

Agora, temos inúmeras questões:

  • O timing de uma Startup é sinônimo de agilidade com qualidade?
  • Os servidores públicos estão de fato interessados em aplicar o aprendizado?
  • A legislação em muitos casos é arcaica, bloqueando inovação sob pretexto do bem público, será?

A lista é longa.

Veja mais no portal Exame:

http://exame.abril.com.br/pme/noticias/sp-faz-convenio-com-startups-para-melhorar-servicos-publicos

E vamos torcer que este tipo de iniciativa se espalhe Brasil afora, tendo como premissa básica: prestar um serviço público de qualidade para a população. E vamos acrescentar um pouco mais de educação, bom senso, trabalho sério e respeito. Quanto  aos governantes, devem no mínimo oferecer boas condições de trabalho e salário digno aos servidores.