Personas, no mundo da Tecnologia da Informação. Isto pode ajudar?

Olá!

Resolvemos falar sobre Personas no Webinar de Introdução a personas ocorrido no dia 13/02/2020 as 20:01 (horário de Brasília).

A partir de agora, queremos aproveitar os insights, discussões e comentários gerados durante os Webinars ou minicursos online, ao vivo e gratuitos, e com isso criar posts ou outros conteúdos. Chamamos isto de Insights do Webinar.

Resumo deste post

  • Introdução a personas
  • Um projeto de TI que quase deu errado
  • Exemplo com personas do Uber
  • Dicas de livros

A ideia inicial era falar sobre personas, e como esta ferramenta pode nos ajudar em nossos projetos de tecnologia da informação.

O que são personas?

“Persona é a representação fictícia do cliente ideal de um negócio. Ela é baseada em dados reais sobre comportamento e características demográficas dos clientes, assim como suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações.”

Definição acima extraída deste post do blog da Resultados Digitais

Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-exemplos-personas-imagem

Exemplos de personas

Olhando, parece algo mais ligado a marketing ou empreendedorismo. É isto mesmo? Sim, o conceito de personas é muito utilizado no mundo do marketing (digital) e empreendedorismo. Mas será que não poderíamos aplicar em nossos projetos da área de T.I.? E foi com este pensamento que decidi fazer o Webinar.

Vou mostrar um cenário, onde a total falta de conhecimento do cliente/usuário final, quase nos causou o cancelamento de um contrato, foi por pouco.

E público alvo, é a mesma coisa que personas?

Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-diferenca-publico-alvo-personas-imagem


Um projeto de TI que quase deu errado – CASE REAL

Fomos contratados para desenvolver um software para montar um banco de dados de modelos de idades variadas para atender inúmeras demandas de agências de marketing: comerciais, eventos, figuração, etc.

Acontece que na época, eles tinham algumas milhares (4.235) de fotos que precisavam ser catalogadas inicialmente.

Estas fotos precisavam “ser imputadas” no sistema, e usar uma espécie de tags

Nosso contato: “O cara da informática que cuidava da rede desta empresa”

Funcionalidades identificadas na conversa “com a cara da informática”

  • Cadastrar modelo
  • Tipo do contrato
  • Agencias solicitantes
  • Solicitações das agências
  • Cadastro de Tags
  • Inputar fotos”
  • Pesquisar modelos por diversos filtros
  • Tipo do serviço (Figuração, comercial, rádio, job)

Passados 60 dias, fomos apresentar a primeira entrega relacionada ao “Inputar fotos”

Vamos aos problemas

1º. A pessoa que faria o trabalho ( imputar ) tinha zero domínio de informática (Windows, pastas, arquivos)

. E o encarregado deste processo, não tinha muitaS habilidades colaborativas

. A estrutura de TI era altamente precária

. Não sabíamos que a pasta onde estavam as fotos eram variáveis

. O trabalho seria feito por 3 pessoas simultaneamente, e o software somente funcionava com um único usuário

. Um dos computadores era Linux, e o sistema funcionava apenas em Windows

Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-case-real-o-que-tem-imagem

Veja abaixo como ficou, uma das personas criadas para o projeto em questão

Veja Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-persona-criada-imagem

 

Veja abaixo os problemas, relatados na utilização do software, na primeira entrega

Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-problemas-relatados-imagem

Ficou claro, que fomos para a primeira entrega, sem nenhum contato com o usuário final, sem conhecer sua estrutura de TI e quase totalmente “as cegas”.

Por quê a persona nos ajudou?

  • Nos fez entender melhor seu universo
  • Abriu uma possibilidade de diálogo para juntos, resolver o nosso problema
  • Utilização de habilidades de criação
  • Utilização de termos do seu dia a dia
  • Foi replicadora

De posse das informações acima, a gente redesenhou totalmente a aplicação.

Não sei se este exemplo ficou claro para você, mas vou apresentar um exercício que fizemos durante o Webinar de Introdução as personas.


Exemplo com personas do Uber

Quem vive nos grandes centros urbanos, sabe como o Uber revolucionou a mobilidade urbana.

O exercício que fizemos foi bem simples, mas muito didático e poderoso – a galera curtiu muito.

Com base nas informações das personas de motoristas do Uber abaixo, Quais funcionalidades você sugeriria para melhorar a experiência desta persona com o aplicativo?

Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-personas-motoristas-uber-imagem

Veja as sugestões dos participantes do Webinar (ao vivo) para o exercício acima

Persona Mirtes

“Viagens programadas (já que ela almoça todo dia em casa ela sempre vai para o mesmo destino)”

“configurar horário padrão para encerrar as viagens da manhã a fim de retornar para casa, direcionando viagens ao seu destino”

“opção de botão de pânico com aviso de um familiar. preocupada com segurança”

Persona Marcela

“Para Marcela, tem uma opção onde o Uber já chegue com alguma refeição”

“Pra Marcela, escolher a programação do rádio do carro antes de embarcar (detesta musica sertaneja).”

Estes foram apenas algumas sugestões que resolvi compartilhar, para ficar claro, o quão importante é você conhecer bem sua persona para criar funcionalidades que impactem a vida dos usuários no dia a dia.

E você, ainda vai criar produtos digitais sem conhecer a sua persona?


Dicas de livros

Introducaoa_personas_Fevereiro_2020_v02-dicas-de-livros-imagem

Espero que tenha ficado claro!

Um grande abraço

Fernandes Lima

 

 

 

 

 

 

Qual o problema das coisas simples?

Olá!

Não sei se é uma impressão minha, mas tenho observado algumas pessoas questionando as coisas simples.

Sinceramente, não entendo qual o motivo.

Eu tenho buscando cada vez mais a simplicidade, quanto mais simples, melhor (pra mim é claro).

O fato de eu aprender algo, simples, significa que será fácil? Eu acredito que não. Vamos aos exemplos:

Treinar 4 vezes por semana numa academia, é simples? Sim.

Mas você consegue fazer isso? É fácil manter este ritmo? Não exige esforço? é fácil? E os aprendizados em cada treino?

Será que é simples mesmo? Sim, basta você pagar, e treinar nos dias definidos e conquistar o “shape perfeito”.

Simples, mas exige esforço, dedicação, disciplina e treinos frequentes.

E o framework Scrum, é simples?

Sim, segundo a definição do Scrum Guide.

Vai tentar “aplicar” em seus projetos?

E “executar perfeitamente” cada cerimônia dentro do objetivo esperado…

A definição do Sprint é bem simples, mas…

A definição de pronto é simples…

Observe o número de artigo, livros e eventos falando sobre o tema.

E as certificações?

Então, sim o Scrum é simples de entender.

ScrumEhSimples

 

Eu prefiro as coisas simples, mas nem por isso significa que são fáceis,  ou não exigem esforço, aprendizados, discussões e praticar constantemente.

Achar algo simples de entender, não praticar no seu dia a dia, e não enxergar o poder da simplicidade, é um erro comum, no meu modesto entendimento. Simples assim!

E por falar em coisas simples…

ScrumEhSimplesPesquisagoogle

A ideia da pesquisa do Google é super simples, mas e a engenharia/esforço necessária para criar algo tão fantástico.

Esta é somente a minha humilde opinião.

 

 

 

 

 

 

 

 

5 valores para aumentar a sua produtividade e efetividade no trabalho

Olá!

O trabalho pode ser algo muito ruim para alguns,  como uma obrigação. Mas para outros poder ser prazeroso, com um propósito muito maior.  Eu fico com a segunda opção.

Esta relação com o trabalho tem sido muito discutida, através de eventos, cursos e muita literatura.

Em meu ponto de vista, alguns valores aliados à práticas colaborativas, podem proporcionar uma excelente produtividade e um melhor ambiente laboral, vamos à eles.

Simplicidade

Neste mundo atual podemos muitas vezes escolher o caminho mais complexo, devido ao envolvimento com o desafio a ser resolvido.  Uma boa prática, é após avaliar(de diversos ângulos) o problema,  montar uma lista de possíveis soluções, analisando vantagens, desvantagens, riscos, tempo para implementação e custos. Optar por um caminho simples, normalmente significa economia de tempo e recursos.  Ouvir todos os envolvidos pode ajudar a encontrar a solução simples – diálogo ajuda na simplicidade.

Que tal usar a regra do 80/20? 20% de esforço geram 80% do resultado.


Comunicação

Estamos no mês de Janeiro/2019, na era do Whatsapp – mais de 1.5 bilhão de usuário no mundo. Este aplicativo ajuda muito no quesito comunicação, basta querer. Além desta forma, todos os demais meios continuam funcionando: ligação, sms, e-mail, conferência e Skype – somente para citar alguns

Estimular a comunicação dentro do time  e na organização, minimiza ruídos e mantem o alinhamento. Falhas de comunicação podem custar muito dinheiro.


Feedback

Embora esteja diretamente ligado a comunicação, destacá-lo como um importante valor, pode ajudar a disseminar a prática.

O objetivo aqui é avaliação de um produto, serviço ou entrega com a intenção de ouvir o “seu cliente”, colher este feedback e melhorar o produto/serviçou/entrega – melhoria contínua.

Então vamos fornecer feedback respeitosos com o claro objetivo de produzir melhoria contínua.

E você que recebeu o feedback, avalie friamente e veja como “extrair aprendizado” e seguir em frente.


Coragem

Um valor curioso, mas muito poderoso, veja porque:

Coragem para falar não, e por exemplo não assumir compromissos que não podem ser entregues.

Indivíduos com coragem para explicar uma situação delicada e saber que não serão punidas por conta desta atitude.


Respeito

Respeito no sentido mais amplo da palavra. Gosto de sugerir combinar respeito com todos os outros 4 valores citados anteriormente.

Respeitar posições diferentes da sua.

Respeitar o trabalho alheio.

Respeitar as pessoas.

E se puder acrescentar pitadas de educação e cordialidade! Você acabou de turbinar o respeito!


Estes 5(cinco) itens são os valores do método Extreme Programming  – Uma metodologia ágil para desenvolvedores de softwares.

Mas você pode ter estes “valores plantados na sua mente”, mesmo não sendo um praticante da metodologia. Experimente e torne o seu ambiente de trabalho melhor, mais produtivo, efetivo e RESPEITOSO.

Dica de livro sobre Extreme Programming

É simples!

xpvaloresppt

 

 

 

 

Profissional do futuro: Colaboração e comunicação extrema no seu DNA

Olá

Para mim sempre fez muito sentido estas duas habilidades no universo do trabalho e na vida pessoal.

Todas as vezes que negligenciei uma delas, tive problemas.

Muito fácil falar sobre ambas, mas difícil vê-las no dia a dia…

E são duas habilidades que serão muito importantes em 2019

No meu modesto ponto de vista, podemos através de pequenas atitudes cotidianas exercitar a colaboração e a comunicação de maneira muito simples.

Algumas situações que podemos utilizá-las:

Comunicação

  1. Clareza nas metas
  2. Explanação sobre uma situação
  3. Motivação do time
  4. Facilitar o andamento dos trabalhos
  5. Promover um ambiente mais respeitoso e cordial

Colaboração

  1. Construir de forma conjunta
  2. Propiciar aprendizado
  3. Propagar o respeito/humildade entre os pares
  4. Reduzir perda de tempo
  5. Tornar o ambiente mais leve
  6. Sedimentar o conceito de time

E quando falamos sobre ambiente de projetos e adoção de métodos ágeis, são habilidades essenciais, que podem ser a linha tênue entre o sucesso e o fracasso!

Que venha 2019, repleto de muita comunicação, colaboração, respeito, cordialidade e resultados! Afinal investimos em comunicação e colaboração para produzir melhores resultados.

Um ótimo 2019, com muita saúde, paz e realizações!

Será que times de alta performance como os SEALs não possuem tais habilidades em seu D.N.A.? Vale refletir!

#mindsetcolaborativo

Colab

 

Por quê compartilhar ?

Olá!

Porque podemos contribuir com o aprendizado de outras pessoas(e o nosso próprio), times e empresas! Esta explicação deveria ser suficiente.

Tentarei explicar melhor…

Vamos imaginar que eu(Fernandes) esteja num grupo de Whatsapp sobre produtividade, e que alguém compartilhe uma dica sobre: “como organizar melhor suas tarefas”.

Diante deste conteúdo compartilhado, eu posso tomar algumas ações(legítimas, todas elas):

  1. Ignorar (nada contra)
  2. No mínimo ler e descartar, pois isto não serve para mim e ninguém (nada contra)
  3. No mínimo ler, não serve para mim, mas pode servir para outro e compartilho (nada contra)
  4. Ler, refletir, pesquisar mais sobre o tema, promover discussões(respeitosas) e compartilhar com outras pessoas.

Penso da seguinte forma, se isto pode me ajudar, então também poderá ajudar outras pessoas. Simples assim!

Agora, caso não tenha valor(no meu modesto entendimento), eu não compartilho.

Muitas vezes é algo (extremamente) simples, mas o importante é contribuir e gerar aprendizado. Quem sabe este pequeno compartilhamento pode fazer a diferença.

E isto não tem nada a ver com ser bom samaritano – estou bem longe disto.

No meu ponto de vista, esta mais ligado ao fato de: ao compartilhar, novas ideias, discussões, compartilhamento, aplicações e aprendizados podem surgir, com isto potencializamos o conteúdo para todos.

Compartilhar o quê?

Eu costumo compartilhar, os itens abaixo:

  • Dicas de livros
  • Dicas sobre eventos pagos e gratuitos
  • Artigos/posts
  • Vídeos/podcasts
  • Frases inspiradoras
  • Cursos pagos e gratuitos
  • Workshops pagos e gratuitos
  • Meetups pagos e gratuitos

“Compartilhar é a nova maneira de aprender”. Sinceramente, não me lembro  quem disse esta frase.

Compartilhar para contribuir!

Para mim faz todo o sentido, até porque vivemos na era da economia compartilhada, ou não?

Este é apenas o meu ponto de vista!

boracompartilhar

 

 

Na era da crescente complexidade, (re)aplicar as 10 Leis da Simplicidade nos mantém na rota de crescimento

Olá!

Simples? Simplista?

Estamos na era da complexidade! Será? E a teoria da complexidade?

Veja o artigo no portal Estadão

É fácil aplicar a simplicidade?

A gente pensa de forma simples?

E as empresas? Simplificam ou complicam?

Será que estamos apenas abrindo protocolos para resolver problemas? E esquecendo a simplicidade?

 

 

Na economia digital a experiência do usuário é o produto

Olá!

Nossos clientes e consumidores nunca tiveram tantas opções de serviços e produtos. Com isso, tornaram-se o centro das atenções.

Você cuida apenas do seu produto?

E os demais aspectos de toda experiência ?

Design centrado no cliente.

Empatia, nunca foi algo tão desejado.

Veja o artigo no portal Cio.com

Veja algumas modelos/ferramentas colaborativas que podem contribuir:

#FocoNoCliente

 

 

 

Feedback Canvas

Olá!

Você gosta de fornecer feedback?

E ouvir?

Esta ciente do trabalho que isto consome?

Procura aplicar?

Já ouviu falar da reunião de Retrospectiva do Scrum?

Veja um post sobre Feedback Canvas

E que tal um livro sobre o tema? Obrigado pelo Feedback

Vídeo(30 min) sobre o Feedback Canvas – Canal Mundo Compartilhado

Por um mundo com mais feedbacks(educados e cordiais!)

Vamos ajudar na melhoria das pessoas e do mundo.