Inspetor Bugiganga e o desafio de montar pesquisas criativas

Olá!

Desenvolvimento ágil…

Experiência de usuário…

Trabalho em equipe…

Veja o vídeo(25 min) no portal Infoq:

https://www.infoq.com/br/presentations/o-desafio-de-montar-pesquisas-criativas?utm_source=infoq&utm_medium=videos_homepage&utm_campaign=videos_row1

Muito bacana este vídeo da UXConf.

Grupos do Whatsapp. Perguntas e quase nenhuma resposta

Olá!

Alguém ai não tem Whatsapp? A maioria tem.

É uma ferramenta fantástica, que facilita muito a comunicação.

Ele tem um recurso bacana, onde podemos criar grupos e adicionar pessoas a estes grupos.

Participo de vários, e vejo algumas dúvidas intrigantes:

1) Entrar ou não entrar num grupo no qual participamos de um evento, festa, família, faculdade, trabalho, cursos?

2) Todos no grupo entendem o propósito dele? Este propósito está claro para todos?

3) Como é a participação dos membros?

4) Qual a frequência de publicação de conteúdo ou conversas?

5) Qual a pertinência dos assuntos publicados com a finalidade do grupo?

6) Qual o horário limite para publicar? Quais dias da semana? Existe isso?

7) Quando tem muita interação, significa que é bom?

8) Quando tem pouca interação, significa que é ruim?

9) Existe etiqueta pra publicar nos grupos?

10) Quem publica demais, quer apenas compartilhar ou tem outra intenção?

11) E pessoas que nunca interagem, o que isto significa? Falta de conhecimento nos temas abordados? Falta de tempo? Alguém aqui tem tempo livre?

12) E se usarmos o grupo para divulgar nosso trabalho, dicas, eventos, livros, artigos, cursos… Isso é certo? Tem um limite?

13) De vez em quando, podemos fugir do tema do grupo e publicar algo engraçado ou para descontrair?

14) E quando alguém sai do grupo, qual seria o procedimento, avisar o mediador ou simplesmente sair sem dar satisfação? Será que existem regras de etiqueta para esta atitude?

15) E as pessoas que não respeitam opiniões contrárias às suas? Chamamos *”Jason Bourne”? Fui dramático. rs..rs

Mesmo com todas essas dúvidas, eu continuo usando o Whatsapp e os seus grupos.

Acho uma ferramenta incrível, que pode muito contribuir para a comunicação efetiva, porém, pode ter o seu uso desvirtuado, caso as regras não sejam claras!

Durante este período, tenho aprendido muita coisa, recebido conteúdo bacana, excelentes dicas…

Inclusive, nós mesmos já podemos ter cometido alguns dos deslizes citados acima.

Toda novidade traz consigo novos dilemas.

Vamos refletir. Quer criar um grupo para discutir isso? rs..rs.

 

* Em tempo, para os desavisados: “Jason Bourne” é um personagem de uma sequência de filmes(A Identidade Bourne, A Supremacia Bourne, O Ultimato Bourne e Jason Bourne), em que, o mesmo é um super soldado/espião, com habilidades letais.

Transformação digital é prioridade para empresas, mas a maioria ainda tem desafios a superar

Olá!

Isto é prioridade estratégica? Demandará investimentos pesados?

Trilhar este caminho, parece uma tendência. Veja no portal Computer World:

http://computerworld.com.br/transformacao-digital-e-prioridade-para-empresas-mas-maioria-ainda-tem-desafios-superar

E este processo exigirá projetos e mais projetos.

Oportunidade a vista, mesmo em época de grave crise econômica.

 

CEO, CIO e integrador têm de se unir em prol da transformação digital

Olá!

No mundo moderno: somar forças, não deveria ser apenas um discurso para impressionar.

Veja no portal ComputerWorld:

http://computerworld.com.br/ceo-cio-e-integrador-tem-de-se-unir-em-prol-da-transformacao-digital

Exatamente esta atitude que sugere o mindset Agile: Somar esforços:

  • Proximidade
  • Foco na entrega com qualidade
  • Comunicação mútua
  • Colaboração intensa
  • cliente + Área de negócios + TI + mkt + governança + engenharia + vendas

Nada de mimimis, a questão central é entregar o projeto/produto com qualidade para impactar o cliente.

Tem muita gente com foco no crachá. Os dinossauros pensavam assim…

É um desafio gigante para todos.